Cálculo exato de férias 1

Dicas para fazer o cálculo exato de férias trabalhista! Todo trabalhador brasileiro que está empregado com carteira assinada, tem uma série de direitos e deveres, que são normatizados pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT. Estes direitos trabalhistas foram sancionados no ano de 1942, pelo então Presidente da República Getúlio Vargas, e tem como objetivo a regulamentação das relações individuais e coletivas que todos os trabalhadores devem seguir. E um dos benefícios que estão descritos na CTL diz respeito ao direito das férias que todo trabalhador tem direito, conforme o tempo de trabalho para um empregador.

Importante: Vale ressaltar que existem outras normas legislativas vigentes, que estabelecem outras regras de trabalho, e são feitas para quem trabalha com outros regimes trabalhistas, como Pessoa Jurídica – PJ, Profissional Autônomo ou Servidor Público.

Como verificar se já é tempo exato de tirar férias

Segundo consta na CLT, todo trabalhador passa a ter direito a um período de férias depois que completa 12 meses de trabalho para seu empregador, desde que ele esteja empregado em regime de CLT. Quando chega este período, o empregador tem até 11 meses para conceder as férias merecidas deste trabalhador. E as férias são concedidas por um período de até 30 dias corridos, para que o trabalhador possa descansar de suas atividades, e com isso repor suas energias.

Como realizar o cálculo de férias

Para fazer o cálculo das férias e do valor do salário que será recebido durante o período de férias, deve ser usado o seguinte raciocínio. Quando o trabalhador entra de férias, ele irá receber seu salário base mais o acréscimo de 1/3 deste valor, descontado o valor do INSS. Este valor deverá ser pago ao trabalhador até dois dias antes de ele entrar em férias, para que possa aproveitar seu período de descanso.

Cálculo exato de férias 3

Cálculo de Férias

Exemplo de Cálculo Exato de Férias (apenas ilustrativo):

Salário base: R$ 700;
Período de férias de 30 dias: R$ 700;
Acréscimo 1/3 do salário: R$ 233,33;
Somados: R$ 933,33;
Dedução de 11% do INSS: R$ 102,67;
Salário líquido que o trabalhador receberá: R$ 830,66.

Aqui valem alguns lembretes:

1. O trabalhador poderá vender até 10 dias de suas férias;

2. Se o período de férias for de fevereiro a novembro, o trabalhador pode receber a primeira parcela do 13º salário;

3. O empregador deverá emitir o aviso de férias ao empregado com pelo menos 30 dias de antecedência;

4. Se houverem mais pessoas da família trabalhando nesta empresa, elas podem tirar férias no mesmo período, desde que a empresa não tenha perdas;

5. Se ocorrerem muitas faltas por parte do empregado, e estas não forem descontadas na folha de pagamento, o empregador poderá descontar estas faltas no período concedido de férias. Porém, se este período ultrapassar os 32 dias, o trabalhador perderá o direito as férias.

Em caso de dúvidas de como fazer o cálculo exato de suas férias, comente!