Multa Rescisória FGTSQuando trabalhamos com carteira assinada temos vários benefícios, desde o pagamento dos seus direitos principalmente para sua aposentadoria, além de o trabalhador estar seguro como no caso do seguro desemprego e também outros benefícios como no caso de PIS, FGTS e o mesmo também pode usufruir de todos os benefícios oferecidos pela Previdência Social caso precise. Sendo assim atualmente a carteira assinada é uma ferramente fundamental para o trabalhador que visa ficar mais protegido a qualquer eventualidade que venha acontecer.

Mas com tantos benefícios o trabalhador muita das vezes acaba ficando meio perdido, principalmente na parte de cálculos no qual o trabalhador tem que quebrar a cabeça para resolver. Em todo caso esses cálculos são muito comuns visando que dessa forma o trabalhador não corre risco de perder dinheiro, pois não precisa acreditar em tudo que as pessoas dizem.

Problemas com a Multa Rescisória FGTS

Entre esses problemas está também o calculo da multa rescisória do FGTS, que acontece quando a empresa ou empregado quebra o contrato de serviço feito. Para quem ainda não fez esse tipo de contrato, ele serve pra muitos como uma segurança, visando que o trabalhador e o empresário fecha contrato por exemplo de um ano, tanto o trabalhador quanto o empresário devem trabalhar junto durante esse tempo, caso aja um desacordo quem demitiu ou se demitiu deverá pagar multa.

Mas no caso do FGTS a parcela maior é sempre do empresário, sendo assim 50% fica sendo da empresa, 40% fica sendo do funcionário e 10% fica sendo do governo. No caso do cálculo basta fazer uma pequena conta, no caso seu tempo de trabalho rendeu R$ 2.500.00, basta fazer o calculo de 40% desse valor para saber quanto você deve receber de multa rescisória de seu FGTS, no caso de mais dúvidas basta procurar o calculo na integra através do site da Receita Federal.

Aprenda a calcular a multa rescisória do FGTS pela internet: