Home » Seu Lar » Saúde » Perigos da Cafeína para Nosso Corpo

Perigos da Cafeína para Nosso Corpo

Saiba um pouco mais sobre a cafeína, que está presente no café, no chá, no chocolate e em alguns medicamentos. E veja quais os efeitos prós e contras da ingestão diária de produtos a base de cafeína.

15/10/2012 19h10m. Atualizado em 15/10/2012 16h38m por:

 

Perigos da Cafeína

Aprenda quais são os perigos da cafeína. Uma das bebidas mais consumidas no mundo é o café. Ele é servido após uma boa refeição em bares ou restaurantes; também é a combinação ideal para o leite; e a bebida também em muito apreciada em escritórios em várias partes do mundo. Junto ao café, outra das bebidas mais ingeridas em todo mundo são os chás, que podem ser ingeridos para auxiliar no emagrecimento corporal, e também são muito consumidos em países como a Inglaterra.

Mas o que muitas pessoas não conhecem a fundo é a substância contida dentro do café e de diversos chás, que é a Cafeína.

A cafeína

A cafeína é uma substância de aspecto esbranquiçado, cristalina e de sabor amargo. Seu nome químico é 1-3-7 trimetilxantina, e ela pode ser encontrada no café, em chás, na semente do cacau (de onde derivam os chocolates) e também na semente de cola (muito usada para produção de refrigerantes). A cafeína também é utilizada para fabricação de analgésicos, medicamentos contra gripe e alguns medicamentos que são indicados para estimulo das atividades mentais.

Quando ingerimos alimentos ou bebidas feitos a base de cafeína, a mesma é absorvida no intestino delgado, e em poucos minutos já circula pela corrente sanguínea e chega a todas as partes de nosso organismo.

Perigos da Cafeína 2

Perigos da Cafeína

Alguns dos efeitos e perigos da cafeína causados no organismo após o consumo de alimentos com a mesma são:

1. Aceleração dos batimentos cardíacos;
2. Estimulo do cérebro;
3. Aumento do fluxo urinário;
4. Aumento da produção do ácido digestivo;
5. Relaxamento dos músculos lisos e os que controlam os vasos sanguíneos e as vias respiratórias (presente nos vasos sanguíneos, na bexiga e no útero, entre outros órgãos ocos).

Prós e contras da cafeína

O efeito da cafeína gira em torno de 4 a 6 horas no organismo, e depois é eliminado pelo corpo. Mas quem consome a cafeína em excesso acaba se acostumando seu corpo aos efeitos que ela proporciona. E para quem fuma, vale o alerta que o cigarro atua como potencializador da cafeína, e seu efeito no organismo diminui para cerca de 3 horas.

Muitos estudos comprovam que a ingestão de, no máximo 3 xícaras de café ao dia, em horários separados, podem auxiliar o organismo. Mas é importante conhecer os prós e contras da cafeína, que estão descritos abaixo. E se você tiver problemas de saúde o ideal é consultar seu médico para saber se pode ingerir cafeína diariamente.

Perigos da Cafeína 3

E como efeitos prós se destacam:

1. Após a ingestão de cafeína, ela se associa a outros mecanismos do corpo e causa a sensação de mais vigor no organismo;
2. A cafeína atua sobre a enzima lípase, deixando o corpo mais resistente a fadiga;
3. Quando tomada em jejum, ao acordar, a cafeína já estimula o cérebro, e deixa a pessoa mais alerta e também com sensação de bem estar;
4. Ela pode aliviar os sintomas de asma, pois relaxa os músculos brônquios contraídos.

Efeitos Contra da Cafeína destacam-se:

1. Pessoas sensíveis a cafeína podem sentir enxaquecas ou o não relaxamento dos vasos sanguíneos, o que pode causar dor latente;

2. A cafeína é contra indicada para quem sofre de problemas cardíacos, pois elas podem sofrer de arritmia cardíaca ou aumento da pressão sanguínea;

3. Quem toma cafeína regularmente, e ficam alguns dias sem ingerir a substância, pode sofrer de dores de cabeça, irritação e muitos outros sintomas, que variam de pessoa para pessoa;

4. A ingestão de altas doses de cafeína diariamente pode ocasionar a má absorção do cálcio pelo organismo, e isto pode causar doenças como osteopenia ou osteoporose;

5. Cafeína em excesso pode causar alguns problemas de saúde, como insônia, tremores, palpitações, ansiedade, e até o aumento de casos de infertilidade.

 
 

 
Comente via Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *