Home » Seu Lar » Saúde » Quando é Preciso usar um Marcapasso no Coração?

Quando é Preciso usar um Marcapasso no Coração?

Aprenda quando é preciso usar um marcapasso no coração e quais cuidados deve-se tomar.

30/08/2012 07h21m. Atualizado em 29/08/2012 23h36m por:

 

usar marcapasso coracaoAprenda em que situação é necessário acoplar um marcapasso ao coração? É ?necessária a troca periódica? Que problemas os portadores de ?marcapasso enfrentam no seu dia-a-dia? Existe o perigo de o marcapasso ?parar de funcionar? O marcapasso é um instrumento utilizado para manter o batimento cardíaco. Sua ?implantação é indicada quando há uma diminuição importante dos batimentos do ?coração, provocado por doença do sistema condutor do estímulo elétrico. A cirurgia ?é relativamente simples e é feita com anestesia local. Como exemplo, podemos ?citar o bloqueio átrio-ventricular total, que impossibilita a passagem do estímulo elétrico dos átrios para os ventrículos, levando a uma queda muito importante dos batimentos cardíacos.

o gerador, ou seja, a pilha que fornece energia para funcionamento do marcapasso, deve ser verificado periodicamente, para se avaliar a quantidade de carga nele existente e providenciar a troca sempre que necessária. A vida média de um gerador de marcapasso é de cerca de 7 anos. Caso ocorra a interrupção do funcionamento do marcapasso em uma pessoa que dependa totalmente do instrumento para manter os batimentos cardíacos, haverá uma parada cardíaca, provocando a morte.

quando precisa usar marcapasso

Quando é Necessário usar Marcapasso

Os portadores de marcapassos modernos podem levar uma vida praticamente normal. Entretanto, alguns marcapassos podem sofrer influência de campos magnéticos, como, por exemplo, do chuveiro elétrico e forno de microondas. Portanto, orienta-se tomar alguns cuidados nesse sentido e estar atento às recomendações existentes em determinados equipamentos que possam provocar alterações no marcapasso.

Agora você ficou sabendo quando é preciso usar um marcapasso, porém procure um Médico!

 
 

 
Comente via Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *